domingo, 22 de abril de 2012

Como eles cresceram!




Na quarta-feira, (11/04), foi realizada uma atividade com os alunos, visando o conhecimento de si mesmos e despertando-os para a evolução física que em si registam. Tratou-se de aplicar a cada um as medidas de peso e altura conforme é sugerido pelo Programa Regional de Educação Sexual em Saúde Escolar (PRESSE).
Pela primeira vez, em sala de aula, os alunos foram à balança para se pesarem. Já no que respeita à altura de cada um, foi a segunda vez que foram medidos. A primeira vez, foi logo no início do ano escolar.
Pesados e medidos os alunos, um a um, cada um registou os seus dados numa grelha marcada no quadro. Depois, de costas bem direitas contra a parede, onde estavam registadas as alturas anteriores, todos tiveram curiosidade em verificar se tinham crescido. E comparados os primeiros registos com os valores registados na segunda tabela os alunos puderam verificar que todos cresceram, e muito. Quanto ao peso, não havia registos anteriores para poderem comparar, mas certamente também houve aumento de peso, em todos.


O que significa, na gíria, “faltar um parafuso”?
Esta foi uma situação muito engraçada, passada esta semana na turma do 1.º B.
A turma é constituída maioritariamente por rapazes, são o dobro das raparigas, pelo que as brincadeiras características dos rapazes são em maior número.
Num dia desta semana, depois do recreio, alguém trouxe a informação de que alguns meninos tinham nos bolsos parafusos, apanhados no chão, que vão caindo do rodapé das escadas sempre que os alunos as sobem e descem a correr.
Sabendo desta situação, alertei-os para terem cuidado com os parafusos, que de alguma maneira poderiam aleijar-se, e aproveitei a ocasião para, de uma forma aligeirada, explicar-lhes o que queria dizer, “faltar um parafuso”, ou “ter um parafuso a menos”. Todos acharam muita graça à expressão, menos os que tinham um parafuso no bolso.
A aula prosseguiu, mas não passou muito tempo,… os dois alunos que tinham apanhado os parafusos colocaram-nos na secretária.
No final da aula, todos concluímos que, afinal, nenhum deles ‘precisava de mais um parafuso’…


Esta foi a semana em que os alunos aprenderam a ler e a escrever palavras com o dígrafo « ch » e com « ce » e « ci ». 

1 comentário:

  1. Lindos meninos, todos com os parafusos necessários... nenhum a mais! ;)

    ResponderEliminar